“Quando dois vira um”

Acho que a maioria das pessoas, passam a vida toda buscando o sentido da vida. E afinal de contas, qual é? Creio que o sentido da vida pra você, não é o mesmo pra mim, nem pra aquela outra pessoa, nem pra aquele cara ali do lado. Mas uma coisa é certa: Se o amor não é o sentido da vida, eu não sei qual é! Todo mundo conhece aquela musica de Tom Jobim que fala ” é impossível ser feliz sozinho “. E de fato, é mesmo. Claro que todo mundo tem que ser feliz consigo mesmo, mas os nossos melhores momentos sempre são com pessoas que a gente ama,seja um amigo, a família ou.. claro! O (a) namorado(a)! Ah… esse sim é indispensável! O amor desse tipo, nos faz ficar nas nuvens. Nos faz sentir leve e feliz por aparentemente “nada”! E é ai que a gente vê que toda felicidade tem que ser compartilhada, que você é uma, que ganha uma companhia e quem vê de fora pensa que são dois, mas não são. O amor verdadeiro, fazem dois, virarem um só. (Pode parecer maluquice,mas é verdade) Toda uma vida é compartilhada, alegrias, tristezas, momentos, conquistas,sonhos, expectativas.. Ter pra quem ligar antes de dormir, ter alguém pra viajar,pra ir no cinema, pra fazer coisas chatas que se tornam legais ou pra fazer nada. Sempre é bom ter alguém que te entende (ou finge) e que te aceita do jeito que você é. Por isso, e por outras razões, é que o meu sentido da vida é amar. Amar meu namorado (me deem parabéns, hoje a gente faz 10 meses juntos :p), minha família e meus amigos. Qual o sentido da sua vida?

Imagem

Anúncios

2 comentários sobre ““Quando dois vira um”

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s