Corre que é TPM!

TPM é o nome dado aos sintomas que algumas mulheres têm de 1 a 14 dias antes da menstruação. Eles podem ser físicos ou emocionais. Os sintomas específicos  variam de mulher pra mulher, e pode incluir dor de cabeça, seios doloridos e mudanças de humor. Podem dá também, irritabilidade e ansiedade, por isso que a gente se mata de comer chocolate!

Imagem

A TPM está classificada em quatro tipos: A, C, H e D, de acordo com a predominância dos sintomas. Esta classificação não é uma regra. Uma mesma mulher pode apresentar os sintomas de um ou mais tipos de TPM.

  • TPM tipo A: as mulheres ficam ansiosas, irritadas, tensas e até mesmo agressivas. Este é o tipo mais freqüente.
  • TPM tipo C: caracteriza-se pelo aumento do apetite, compulsão alimentar (predominando a compulsão pela ingestão de doces, como chocolates), fadiga, dor de cabeça e palpitações.
  • TPM tipo H: há aumento súbito de dois a três quilos no peso corporal, aumento das mamas, dor e distensão abdominal.
  • TPM tipo D: é o menos freqüente e os sintomas predominantes são choro fácil, sonolência ou insônia, confusão mental e depressão.

Para reduzir os sintomas da TPM você precisa conhecer seus sintomas e quando eles começam. Melhorar os hábitos alimentares e aumentar as atividades físicas,ajuda bastante. Evite o excesso de sal, coma mais alimentos integrais, frutas, vegetais, cereais e grãos. Prefira alimentos ricos em cálcio  evite a cafeina (ela deixa você mais irritada), durma bem e tenha uma rotina! São pequenas coisas que podem melhorar essa fase!

Anúncios

Saúde: Os beneficios da água

Imagem

Pra quem não sabe, a água não serve só para saciar a sede. Ela é a molécula mais importante do corpo humano. Tem importante participação nos processos de transporte de substâncias, auxilia a regulação  do equilíbrio térmico (temperatura do corpo); auxilia a eliminação de toxinas pela urina, transporta nutrientes, regulariza o funcionamento intestinal, mantém a pele com aspecto saudável, entre outros benefícios. Se você eliminar mais água do que ingerir,você pode desidratar. O vômito, a diarreia ,o uso de diuréticos, o calor excessivo, a febre e a redução da ingestão de água por qualquer razão, são fatores que podem levar a desidratação. Algumas doenças como o Diabetes também, devido à perda excessiva de água. Boca seca, lábios rachados, letargia, confusão mental e diminuição da urina são sintomas de desidratação que, além de diminuir as reservas de água do corpo humano, reduzem os níveis de importantes minerais. Ingerir água pura é a melhor forma de se manter hidratado, mas você pode tomar água de coco, leite, sucos e frutas que também contem água. É necessário tomar pelo menos 2 litros de água por dia para se manter hidratado e caso você faça atividade física você deve tomar mais para repor as perdas com a transpiração e com a respiração.

Algumas dicas para manter o organismo hidratado:

– Beba água ao longo do dia (entre 1,5 a 3 litros, ou seja, mais de oito copos);
– Aumente a ingestão de alimentos e de outros líquidos, que já em si a contêm, como é o caso da fruta, dos legumes, dos iogurtes, do leite e dos sumos;
– Leve água sempre que trabalhar ou participar em eventos no exterior;
– Hidrate-se antes, durante e após a prática de exercício físico;
– Lembre-se que as bebidas alcoólicas desidratam e as bebidas açucaradas não são eficazes para hidratar;
– Ingira mais água nos momentos de maior risco de desidratação;
– Utilizar roupas de cores claras e pouco apertadas nos dias de maior calor.
– Evitar exposições prolongadas ao sol;
– Oferecer água aos idosos e às crianças, várias vezes ao longo do dia.

Sinais de desidratação:

– Urina pouco abundante, com coloração e cheiro intensos;
– Boca e lábios secos;
– Pele áspera e seca;
– Dores de cabeça;
– Dificuldade de concentração;
– Fadiga;
– Prisão de ventre;
– Dor muscular e articular.

Imagem

Saúde: Pilula do dia seguinte

Imagem

As duvidas são muitas e todas precisam ser tiradas!

A pilula do dia seguinte é um comprimido (ou dois), utilizado após uma relação sexual desprotegida, ou quando a camisinha falha. Não previne doenças sexualmente transmissíveis, nem pode ser utilizada continuamente. A pilula de dose unica e a de duas doses, possuem o mesmo efeito, sendo a de um só comprimido melhor, pois não corremos o risco de tomar atrasada ou esquecer de tomar a segunda pilula, que deve ser tomada 12 horas depois da primeira. Quanto mais rápido você tomar depois da relação, maior a eficácia. Elas possuem altas doses de hormônios, maiores do que as pilulas anticoncepcionais. (ler mais aqui:  https://comtodaclasse.wordpress.com/2012/08/17/pilula-anticoncepcional/)

Perguntas e respostas:

1. A pílula funciona como um abortivo?

Não. Ela age antes que a gravidez ocorra. Se a fecundação ainda não aconteceu, o medicamento vai dificultar o encontro do espermatozoide com o óvulo. Se a fecundação já tiver ocorrido, irá impedir a implantação do ovo fecundado. Caso já tenha iniciado a gravidez, a pílula não tem efeito algum.

2. Preciso de receita médica para comprar a pílula?

Sim. Porém, você encontra facilmente em farmácias  sem precisar da receita, mas mesmo que você a dispense, procure um ginecologista.

3. Ela pode causar efeitos colaterais?

Sim. O mais comum é a alteração no ciclo menstrual e do tempo de ovulação. Seu período fértil e o dia da sua menstruação mudará. Também pode ocorrer dor de cabeça, sensibilidade nos seios, náuseas e vômitos. No caso de vômito ou diarreia nas duas primeiras horas após a ingestão, a dose deve ser repetida.

4. Existe contraindicação?

Existe sim e você pode ler na bula.

5. Se eu tomar repetidas vezes, ela perde o efeito?

Ela não perde o efeito, mas o risco de você engravidar aumenta. Normalmente, ele já é de 15% se você tomar depois de 24 horas de transar, contra uma média de 0,1% da pílula anticoncepcional comum.

6. Mesmo tomando essa pílula é possível engravidar?

Sim. Como todo método, há risco de falha.

7. O uso pode afetar o aparelho reprodutor?

Pode. A curto prazo causa uma verdadeira revolução na produção hormonal da mulher. Já, a longo prazo, depende da quantidade de vezes que a pílula do dia seguinte foi usada. Quanto mais, maiores os riscos.

8. Ao utilizá-la, estarei protegida até a chegada da menstruação?

Não. Terá se protegido somente da relação que aconteceu antes de ter tomado a pílula.

Imagem

A marca mais conhecida de pilula do dia seguinte é a ” DIA-D”, “Pozato”, “Pilem” e “Poslove”.

Dicas:

– Não esqueça de consultar um ginecologista.

– Use SEMPRE camisinha.

– Prefira tomar anticoncepcionais.

Preparando a pele para fazer a make!

Acho que todas as mulheres gostam de se maquiar! eu adoro! Mas é necessário alguns cuidados com a pele, antes e depois de se maquiar.

Imagem

Antes de fazer a make é preciso limpar,hidratar e esfoliar a pele! A limpeza remove as impurezas e diminui a oleosidade da pele. Para deixar a pele fina e macia, você precisa fazer uma esfoliação, removendo assim, as células mortas. O hidratante, deve ser aquele que tem filtro solar! Depois de tudo isso, usar o prime é uma boa dica, para fixar melhor a maquiagem e tirar o brilho excessivo da pele!

Imagem

após o uso da maquiagem, é preciso retira-la, e bem! A dica é usar demaquilantes, e depois lavar o rosto com sabão neutro.  O uso de um tônico também é apropriado!

No nosso grupo, uma participante deu uma ótima dica, que é o uso do Xampu, isso mesmo X A M P U ,Johnson’s baby ” hora do sono “. Ele serve como demaquilante, não arde os olhos e é hipoalergênico!

Vale a pena comprar:

1. demaquilante bifásico da Lancôme

2. Demaquilante da L’Occitane

3. Demaquilante Talika

4. Take The Day Off – Clinique

5. Demaquilante para área dos olhos – Mary Kay

6. Shampoo “hora do sono” – J. baby

 

Imagem

Saúde: Absorventes

 

E ai? Absorvente interno ou externo? É a duvida de muita gente, e tem mais: todo mundo pode usar absorvente interno?

O fato é: é o pior período do mês de toda a mulher! quem disser que não…….. Você tem sorte! Além de cólica,tpm e milhões de outras coisas, ainda tem o bem dito do absorvente! Nas farmácias o que não falta é opção. Mas qual o certo? qual o melhor pra você?

Tem gente que prefere os internos e tem gente que prefere os externos. Os dois precisam de todo um cuidado, e as instruções sempre estão no rotulo.

Absorventes internos

Trazidos para o mercado na década de 50, oferecem bastante conforto e tranquilidade. Não marcam na roupa e são fáceis de usar. Evitam o mal cheiro e as chances de vazar são minimas.Se manuseado com o cuidado necessário e trocado com a frequência certa, não tem problema nenhum. As meninas costumam usar quando precisam ir na piscina por exemplo. Como eles ficam dentro do nosso corpo, a regra principal é limpar bem as mãos antes de usa-lo. O tempo máximo de uso é de 5 horas, (8 horas só à noite) o que evita bactérias. Para saber se foi colocado de maneira correta, é só andar, se movimentar. Se não houver incomodo, ele esta bem colocado.  A maior duvida no uso desse absorvente é: sou virgem, posso usar? Pode sim. Mas visite um ginecologista antes!

Absorventes Externos

São os mais indicados para o dia a dia, mas também exigem cuidados. Não há uma regra para o numero de trocas, pois depende do seu fluxo,mas é recomendado fazer de 3 a 4 trocas. As mulheres se preocupam bastante quando usam esse absorvente: vai manchar? vai vazar? vai marcar na roupa? Mas se usado corretamente não vai acontecer nada disso. Estão disponíveis em gel, com abas, sem abas, em malha fria e vários outros tipos. Esse tipo de absorvente tem mais casos de irritação e alergia do que os internos.

ImagemImagem

Tire algumas duvidas: 

1. A cobertura dos absorventes é segura para a saúde?

Sim, porque a maior parte dos absorventes é fabricada com matérias-primas especiais para este tipo de uso. O importante é prestar atenção para o caso de reações alérgicas, principalmente naqueles com cobertura que não são de algodão, pois podem prejudicar a ventilação e favorecer o aparecimento de infecções.

2. Qual a diferença entre um absorvente externo e interno?
Os absorventes externos são usados por fora do corpo, se aderem à calcinha e devem ser usados na presença de fluxo menstrual pequeno ou no final do ciclo menstrual das mulheres. Já o interno é inserido dentro da vagina para absorver o fluido antes de sair do corpo.

3. Com que frequência é necessário trocar o absorvente externo e interno?
Idealmente a cada 2 até 4 horas. Mas, tudo dependerá da intensidade do fluxo menstrual de cada mulher e da necessidade pessoal. É importante lembrar que não é aconselhável ficar muitas horas sem trocá-lo, porque isto pode ocasionar um odor desagradável, alergias e proporcionar a proliferação de bactérias.

4. É possível substituir o uso do absorvente externo pelo interno durante todo o ciclo?
É possível. Em geral, os absorventes internos não oferecem nenhum risco à saúde da mulher, desde que sejam usados de forma correta, ou seja, trocados em um período máximo de até 4 horas e que se mantenha os cuidados de higiene adequados.

5. Todo mundo pode usar absorventes internos? Mesmo garotas virgens ou aquelas que acabaram de menstruar?
Todas as mulheres podem usar, incluindo garotas virgens, porque não há nenhum risco de romper o hímen. Entretanto, a mulher pode sentir um pouco de desconforto na colocação deste tipo de absorvente.

6. Absorventes internos podem provocar choque tóxico?
O choque tóxico pode acontecer diante de uma contaminação pela toxina da bactéria stafilococos aureus. Pode ser uma infecção grave e inclusive em alguns casos, levar à morte. O uso correto do absorvente interno, com troca regular a cada 4 horas, ajuda a evitar esse tipo de infecção.

7. Existe absorvente ecológico?
É um absorvente interno na forma de uma tacinha que é lavável, após sua utilização. A questão é que o absorvente convencional de algodão, e que é desprezado depois do uso, tende a ser mais higiênico.

8. Como saber se o absorvente interno foi bem colocado? Como fazer para retirá-lo? E se o barbante do tampão sumir, enquanto estiver em uso?
Se a mulher não tem nenhuma sensação de desconforto ao inseri-lo na vagina, é sinal de que foi bem colocado. Para retirá-lo, basta puxar a cordinha ligada a ele. Agora, se o barbante sumir é necessário retirar o absorvente interno com o dedo. Caso tenha dificuldade, procure um ginecologista.

9. Quem tem candidíase pode usar absorvente interno?
Não há nenhum problema, porque o absorvente interno não piora a candidíase. Porém, o uso prolongado dele, além do permitido pode causar infecções bacterianas, como tricomoníase e vaginose bacteriana.

10. É possível utilizar um absorvente interno durante a noite?
É possível, mas não aconselhável. Se a mulher quiser usá-lo, esse deve ser colocado na hora de dormir e retirado quando acordar. O que deve ser avaliado é a intensidade do fluxo e o conforto pessoal.

11. Como descobrir o tamanho certo do tampão interno?
Em geral pela quantidade de fluxo menstrual. Caso o fluxo seja intenso, o ideal é usar o tamanho super. Caso contrário, usar os que possuem dimensões menores.

12. Quais são as vantagens que eles apresentam em relação aos demais absorventes? E as desvantagens? Eles podem ser usados diariamente?
Eles podem ser usados diariamente durante o período menstrual. A grande vantagem é a mulher ter mais liberdade para freqüentar ambientes, como praia e piscina, durante o período menstrual. A desvantagem é que devem ser trocados em um período, em geral, mais curto que o absorvente externo.

13. Mesmo quando bem colocado, há o risco do fluxo vazar ou a mulher pode se sentir segura usando o absorvente interno?
Há risco de vazar se o fluxo menstrual for muito intenso. Por isso, existem tamanhos diferentes para atender a cada necessidade. Neste caso, deve-se trocar o absorvente em um período mais curto de tempo. Seguindo-se a orientação do tempo de troca e os cuidados necessários, a mulher pode se sentir segura.

14. Existe problema em usar absorventes diários, tipo protetores de calcinha, todos os dias?
É problemático sim, porque isso aumenta o calor na região vaginal e a umidade, o que favorecem a ocorrência de infecções.

Questionário do site: http://www.belezainteligente.com.br